AOM #5, #6 e #7

Uns dias sem vir ao blogger e começa logo o blog a encher-se de teias de aranha! ;)

Não pus de parte o desafio Art Of Manliness e por isso apresento-vos aqui os últimos 3!


#5 - Agarrei no CV e atualizei-o! Retirei muita descrição detalhada, dei mais enfoque ao trabalho voluntário e formações na área da Transição e Permacultura. Está renovado!

#6 - Sempre tive problemas de memória. Digam-me um número para decorar ou peçam-me para lembrar-me de um nome e é um inferno. Sempre arranjei mnemónicas, por exemplo, arranjo alcunhas a quem conheço e não me esqueço de nenhuma (o caraças é depois lembrar-me do nome verdadeiro). Mas há alturas da vida em que se tem que decorar algo...lembro-me perfeitamente do esforço que fiz para decorar o Pai-nosso e a Avé-Maria quando novo na catequese, e a oração do escuta nos escuteiros. Mas decorei e sei-as de cor ainda hoje. (algo simples para muitos, difícil para mim). De qualquer modo, se isto é um desafio, sinto-me desafiado. Não vou decorar o "if" mas escolhi um poema, o meu favorito para decorar. 


Orfeu Rebelde de Miguel Torga

Orfeu rebelde, canto como sou:
Canto como um possesso
Que na casca do tempo, a canivete,
Gravasse a fúria de cada momento;
Canto, a ver se o meu canto compromete
A eternidade do meu sofrimento.

Outros, felizes, sejam os rouxinóis...
 Eu ergo a voz assim, num desafio:
Que o céu e a terra, pedras conjugadas
Do moinho cruel que me tritura,
Saibam que há gritos como há nortadas,
Violências famintas de ternura.

Bicho instintivo que adivinha a morte
No corpo dum poeta que a recusa,
Canto como quem usa
 Os versos em legítima defesa.
Canto, sem perguntar à Musa
Se o canto é de terror ou de beleza

Bom...vai começar o desafio...Vou enviá-lo para o telemóvel, kindle e escrever no bloco de notas. 

#7 - Melhorar a postura. Desde que comecei a treinar que verifico (ainda mais) que a minha postura no local de trabalho não é a melhor. Idem quando cozinho pois costumo ficar com contraturas nas costas. Desde que comecei a pensar nisto, sempre que sinto que estou a perder a postura recupero-a e não tenho tido dores de costas. Não uso um cordel para endireitar, mas nem é preciso pois estou bem mais consciente deste problema!



AOM #4

Quarto desafio: Fazer uma refeição!

Não é bem um desafio! Tinha 12 anos e já era cozinheiro da minha patrulha, e tirei a especialidade de cozinheiro em campo nos exploradores e pioneiros! Em casa cozinho praticamente todos os dias. Gosto de cozinhar!

Mas para não tirar a pica ao desafio, respondi ao desejo do meu avô de "comer uma bela dobrada" que já fazia faz tempo!

Fui comprar dobrada ao talho.

Os "refolhos" castanhos são raros e é a parte mais tenra e saborosa! ;)

Depois de bem lavados com sal e limão.


O tacho com a dobrada feita. 


Na dúvida marchou o "Encosta do Sobral", 
um vinho simpático da zona de Tomar!

Os meus avós a matar o vício da dobrada!


Acompanhada de um arrozinho branco e empurrada com pão 
soube às mil maravilhas.


NEXT!






AOM #3

Mais uma. 
Play! Jogar, mover-se sem alguma intenção. Foi o que fiz. Dediquei meia-hora da minha hora de almoço a movimentar-me. Escolhi um local perto de onde trabalho (uma mata) e andei a explorá-la, correndo, subindo a árvores, saltando rochas e trepando raízes. Foi espectacular. Tão espectacular que acabei por desvirtuar o intuito do desafio #24 do AoM (#3 da minha lista) e acabei por criar um percurso para treinar 3 dias por semana! 


A diferença é que atribuí a cada troço o nome de um animal, em que tento imitá-lo e assim treinar a destreza física, equilíbrio, elasticidade e força, ao ar livre, sem equipamento xpto, nem máquinas, nem mensalidades!

Eis o percurso:


O "esquema" do treino:

Saio do edifício a aquecer braços e pernas.

1 -     Corridinha até ao muro (treino do cavalo)
2 -     Salto do muro e corrida a 4 patas bem esticadas (treino do leopardo)
3-      Corrida sobe e desce com saltos (treino da corça)
4-      Sobe e desce da árvore (treino do macaco)
5-      Corrida rápida em single trail (treino do furão)
6-      Treino de subida, elevações e descida no tronco caído (treino da preguiça)
7-      Corrida/saltos lentos a 4 patas (treino do coelho)
8-      Levantamento da pedra ao peito e lançamento (treino do gorila)
9-      Marcha lenta a 4 patas com estiramentos (treino do camaleão)

Repetir as vezes que queira/possa

10-   Saída pelas barreiras de sustentação da arriba (treino da cabra montês)

Banho nos balneários!!!


Baseado em movimentos Movnat



Animal Flow by Equinox


E provavelmente outros 300 tipos que fitness e cenas parecidas que por aí andam. 
A verdade é que sinto-me bem, mexo-me e uso quase todos os músculos do corpo, puxa por mim, é ao ar livre e há mais gente a querer fazer o treino comigo! Ainda hei-de acrescentar uma corda para trepar, aumentar o peso da pedra...e o ideal seria acabar com banho na baía (se fosse limpa)!!

Qualquer dia faço-o descalço! ;)