Desafio Art of Manliness (AoM) #1

Hoje decidi avançar para a primeira tarefa do desafio AoM. Decidi começar pelo princípio ;o) e fazer a primeira: definir os meus "core values". 

Depois de estimular a Resposta sensorial autónoma do meridiano (asmr) com um vídeo, aproveitei o estado de profundo relaxamento e escrevi sem grande dificuldade os tais valores profundos pelos quais pretendo guiar a minha vida:

- Liberdade
- Sabedoria 
- Humildade
- Auto-suficiência / resiliência
- Simplicidade

Com a sensação de primeiro passo dado, vou continuar...


ART OF MANLINESS

A tradução é "a arte da masculinidade". Não, não tem nada a ver com algo especificamente sexual, nem tem a ver com alguma insegurança em relação a algo meu. Tem a ver com a vontade de melhorar-me a todos os níveis. E como sigo um site, o art of manliness (via web e podcasts) que disponibiliza um ebook gratuito (só têm que se inscrever na sua mailing list) decidi espreitar. 



Consiste num desafio com tarefas diárias para 30 dias. O porreiro deste desafio é que consiste numa série pequenos objectivos, facilmente atingíveis. E ao colocá-lo público neste blog permite-me que um pequeno grupo de pessoas me "piquem" para que não me deixe dormir e por outro lado, cumpro já uma tarefa que é o de manter um "jornal" ;O)

Vou só substituir os 30 dias por 30 semanas. Assim posso dedicar-me mais a cada objectivo e não fazê-los a correr. Vou escolher a ordem dos desafios e posso mesmo alterá-los (ou adaptá-los à minha realidade) ou juntar vários, caso ache que isso me traga benefícios (me ajude a crescer e não a "passar mais rápido" as etapas). Caso fizesse um desafio por semana sem falhar acabaria em Junho de 2015! A ver até onde isto me leva!

Eis a lista dos desafios:


Por fim, faço este desafio por mim e para mim. Vou tentar publicar aqui os resultados mas apenas até ao ponto que me interessar. E aceitarei feedback caso esteja para aí virado!

Abraço 

Xtracycle na interbike 2014

Segundo o Ross Evans: 

cargo bikes e motor eléctrico é como chocolate e manteiga de amendoim! ;)


Entrevista a Ross Evans
(sem vento seria bem melhor)